sexta-feira, 3 de junho de 2011

Direito


Quero todas as emoções.
Uma por dia.
Prendê-las em meus poemas
E achar algum sentido
Pra essa estranha mania
De emoldurar sentimentos,
Estagnar o vazio,
Fotografar saudades.
Quero todas as emoções.
Centímetro por centímetro.
Porque me pertencem.
As emoções. Todas.
Uma por dia...
                                                                        Aline Monteiro

"Porque ver é permitido, mas sentir já é perigoso. Sentir aos poucos vai exigindo uma série de coisas outras, até o momento em que não se pode mais prescindir do que foi simples constatação."
Caio Fernando Abreu
(Os cavalos brancos de Napoleão - Inventário do ir-remediável)

7 comentários:

Cris disse...

Queremos nós!

Acreditas que hj pensei nesse trechinho do Caio?
Quisera que eu não ser tão abelhuda... mas não consigo, simplesmente é impossível!

Aline Monteiro disse...

Pra variar, Cris bruxa como sempre...srssr
tô apaixonada pelo Caio F.
precisas ver um video de uma entrevista dele da tv cultura...

Cris disse...

Olhos de Tandera!

Multiethnic disse...

Eu quero a overdose.

breno disse...

tenho direito de sentir um por dia , + não a obrigação de sentir varios e mistura-los com ideias mal resolvidas do cotidiano. uma overdose seria pra poucos! direito entre aspas ! boa colocação. rsrrs

Aline Monteiro disse...

Ah primo, depende muito do momento... às vezes todos nós necessitamos dessa overdose se não enlouquecemos se pra sempre no automático...

Juliana Lima disse...

Lindo texto Aline...
O que mais gosto de ler as pessoas é encontrar um pouco de mim nelas.
Me dá um certo conforto, como se os outros sentissem o que tbm sinto.
Ando assim como esse poema teu.

Abraços