quarta-feira, 4 de julho de 2012

Habilidade



Abram as janelas
Deixem entrar os livros
Teletransportados pelo vento...
Palavras tem asas
E sabem voar...

                                                      Aline Monteiro


“A maior riqueza do homem é a sua incompletude.
Nesse ponto sou abastado.
Palavras que me aceitam como sou – eu não aceito.
Não agüento ser apenas um sujeito que abre portas, que puxa válvulas, que olha o relógio, que compra pão às 6 horas da tarde, que vai lá fora, que aponta lápis, que vê a uva etc, etc.
Perdoai.
Mas eu preciso ser Outros.
Eu penso renovar o homem usando borboletas”.
(Manoel de Barros – de “O livro Retrato do artista quando coisa”)

2 comentários:

Mensagem Efêmera disse...

Tu és uma poeta-fofa. :) rs

Malvo.Woodstock disse...

Lindo, carregado visivelmente de sonhos e paz... tuas poucas palavras mostram realmente que elas podem voar.

Raehli Hage
nidum.blogspot.com