quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Foliã



Sobre o conforto da nossa amizade
O meu olhar voa perdido
Seguindo pensamentos soltos.
E de repente, tu me perguntas
O que eu tenho.
E eu te respondo:
- Eu não tenho nada.
São esses carnavais fantasiando
No meu peito é que me tem.



Aline Monteiro


2 comentários:

Cris disse...

Já que é assim... Bora pro Aiô Folia.. é o jeito!
rsrsrs

Aline Monteiro disse...

srsrsrr lógico!