terça-feira, 19 de abril de 2011

Valente




Eu estava tão acostumada contigo
Caminhando ao meu lado
Que agora é muito estranho
Ver meus passos solitários
Sem os teus do lado
Porque quando nasci
Teu sorriso já era de boas-vindas
Como sempre foi...
E me parece tão clichê
Falar algo bom
Ao teu respeito
Porque todos que te conheciam
Já o sabem
E concordariam plenamente comigo.
Sei que foste embora
Porque não te vejo mais
Mas a idéia da despedida
Ainda não me cabe
Pois tua presença
É marcante na memória,
Na matéria,
Na música,
Na frase e
Nas palavras
Que cercam
Meu cotidiano.
Tua presença
Habita minha alma
Porque
Foi meu irmão nas brincadeiras
De infância
Foi a piada da molecagem
Foi um apelido engraçado...
Foi meu colega de classe
Foi o mais popular da sala.
Foi o mais bonito...
Foi o artista da família
O meu desenhista preferido
Foi a caligrafia perfeita...
Foi o bom cozinheiro
Foi o bom motorista
Foi o bom filho
Foi o bom irmão
Foi o neto mais querido...
Foi o primo atencioso
Foi o amigo prestativo
Foi o namorado fiel
Foi pai exemplar sem ter tido filhos...
Foi tudo e tanto
Porque era completo e intenso.
Meu silêncio é o meu luto
Porque ainda te espero
Entrar pela porta da frente
Ou de surpresa pela garagem
Pra sem jeito
Emprestar o carro
Ou só pra passar o tempo
No computador.
Esse silêncio
Faz barulho dentro,
Não fora.
Que persistentemente
Cobra uma resposta
Que eu não tenho coragem
De responder
De como será seguir
Sem você ao nosso lado.
Já me distraí
Te imaginando entrar no céu
Com teu jeito simples
Mas sempre simpático e disposto.
Deu bom dia e pediu licença.
Se sentindo em casa
Quis conhecer tudo
Com aquele ar curioso
E olhar atento....
Mais tarde desenharia
Tudo o que vira
Com tamanha perfeição
Que até Deus se surpreenderia...

                                                                                     Aline Monteiro

Queria emprestadas a tua coragem, a tua força e a tua fé, não pra mim, mas pra quem te deu a vida e em momento algum desistiu dela. Saudades...

2 comentários:

Cris disse...

Adjetivo perfeitO! Sei que de onde estiver o Vando vai tá olhando por cada um de vcs, de nós e por todos!
Com o tempo virá a força, o conforto e o reencontro... e até lá, como diria RR, vamos viver...apenas começamos.

bjo bjo

Cris disse...

e ahh não vou mais pedir a remoção desde feinho blog... pq quando ele movimenta... movimenta tbm o coração!
Já pensaste se o meu pára?