quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Migalhas

 

Se forem, amor, migalhas que teimam em te oferecer
Peço que não as aceite!
Porque sem matar a tua fome logo se acabariam
Mesmo sabendo que a fome que tens
Surpreenderia o mundo.
Raros são os que conseguem saciá-la, ou pensam saciar.
Se forem migalhas, amor
Não aceite...
Porque sei que não te serviriam
Nem hoje, nem em um milhão de anos!
Diga que tua alma é nobre
Por não oferecer migalhas a ninguém
Grita que teu sonho é maior
Que qualquer pedaço de qualquer coisa!

Aline Monteiro


(Para my girl, a incompreendida, a insaciável!)


3 comentários:

Caroline Mesquita disse...

Não aceite migalhas, amor. Nem as deixem te oferecer. O teu amor é algo tão valioso... Oh, que lindo dore.

Cris disse...

CLaro que sou... despeitada!
brigada amiga por tuas palavras e pelo teu amor, capaz de saciar todas as minhas tristezas.

Aline Monteiro disse...

de nada miga, estamos aqui pra isso!!
obrigada carol, pelo coment e pela visita, volte sempre!
:**