domingo, 27 de abril de 2008

O Coração do Poeta

Leia o poema, segure-o nas mãos.
Sinta-o!
É o coração do poeta!
Pulsando, vivo!
Em letras e versos...

Exposto...

Não o deixes bater em vão
Leia-o! Decifra-o!
Não o deixes cair...

Sangrando...

Ouça o que ele diz
São gritos, saudades, tristezas...
São risos, cantos, alegrias...
Em frases, rimas, palavras.

Batendo, batendo, batendo...


Aline M.


2 comentários:

klasat disse...

Ta bom... Agora vou cobrar é serio... fica falando de mim e ainda não me dá o credito!
uahauhauauh

Aline Monteiro disse...

egua ate aki vc ta me cobrando coments..hauhahhau
vc me decepcionou pensei q encontraria um comentario a respeito do poema...