quinta-feira, 28 de maio de 2009

O Arcanjo

Segurou seu destino com garras de rapina
Fez dele seu aliado, para que nada lhe faltasse
Sonhou o impossível
Trouxe o seu sonho para perto de si
E tornou-o realidade
Fez do seu medo firmes escadas
Que o elevassem
A tantos lugares onde desejou ir
O Arcanjo em seus sonhos
Transformando pedras em magnólias
Rosas em sementes
Ou deixando que galhos sejam galhos, simplesmente.
Meu Arcanjo
Que acorda quando todos fecham os olhos
E mesmo dormindo é capaz de sentir
O que ninguém ousou sonhar
A palavra: seu grito, seu sussurro, sua voz!


Aline Monteiro

3 comentários:

Roma disse...

Ai Aline!vc é quase uma não ser humano, se é q vc realmente ñ é rrsrs

Roma disse...

Como tudo o q vc faz,lindo d+!depois d lindo vem o q? me ensina q eu quero usar p/ vc rsrrs
seja qual for o arcanjo q te inspirou,ele está de parabéns!

Aline Monteiro disse...

Quem será o meu arcanjo??? srsr
Se posso definí-lo com uma única palavra diria: especial. Alguém que abriu meus olhos, ouvidos e olfato para as coisas simples, quase imperceptíveis da vida. Esse é o meu arcanjo!